quinta-feira, 3 de março de 2016

quarta-feira, 2 de março de 2016

O Facebook deixa você menos feliz

                                       O Facebook

  Após ver as fotos e as conquistas dos outros, você se sente mal, como se a vida deles fosse muito melhor que a sua. Isso gera uma percepção distorcida - e faz com que os usuários muito assíduos do Facebook sejam, na média, menos felizes. "As pessoas apresentam uma imagem editada e perfeita de si mesmas nas redes sociais. Parece que nunca têm um dia ruim", diz Sherry Turckle, professora de estudos sociais no Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT). E a percepção distorcida continua mesmo quando você não está usando o Facebook. Psicólogos da Universidade Stanford, nos EUA, pediram que 80 estudantes avaliassem as emoções de seus colegas durante duas semanas. Na média, os voluntários subestimaram a tristeza e superestimaram a alegria de seus amigos. "É razoável supor que postar no Facebook, onde as pessoas têm completo controle sobre a imagem que projetam, possa contribuir para esses erros de percepção emocional", diz o psicólogo Alexander Jordan, um dos autores da pesquisa. Mas as redes sociais também podem provocar o efeito contrário - e melhorar a vida de quem as usa. Existem estudos comprovando que Facebook, Twitter e similares aproximam as pessoas e ampliam seu círculo de relacionamentos. Uma pesquisa da Universidade de Toronto constatou que hoje as pessoas têm mais amigos (reais) do que há 10 anos. E quem mais se beneficia desse fenômeno é justamente quem fica bastante tempo no Facebook e nas outras redes - e, por conta disso, tem 38% mais amigos do que uma década atrás.

 Feito por: Hugo, Pedro Gabriel e João Gabriel!!

terça-feira, 1 de março de 2016

Os cães mais bonitos do mundo.

os cães mais bonitos do mundo

Os cães são certamente as criaturas mais incríveis, e este é um sentimento que o mundo inteiro deve aproveitar, daí a expressão “o cão é o melhor amigo do homem”. Sua domesticação permitiu que eles sejam usados em diversas áreas, como guia para cegos, cães de caça, cães de guarda, farejadores e participar de competições em que exibem seus talentos. Algumas raças receberam características e traços estéticos que se destacam em competições de beleza, onde se encontram as raças mais belas do mundo. 

Em 1º lugar temos o Lulu-da-Pomerânia que é o cão que tem origem do norte da Polônia, região leste da Alemanha da Europa. Estes cães são incrivelmente lindos, fantasticamente fofos e muito divertidos. Esta raça era popular pelas monarquias europeias possuindo cães desta raça, e é segunda posição nesta seleção, das 10 raças de cães mais bonitas do mundo.



Em 2º lugar temos o Dálmata, essa raça se tornou bastante famosa depois que se tornou o protagonista de um dos sucessos da Disney: Os 101 Dálmatas. Apesar de ser oficialmente de origem Croácia, não se sabe ao certo de qual região esse cachorro veio. Podem chegar até 61 cm e pesar 25 kg e sua pelagem é muito admirada pelas manchas que podem ser pretas ou marrom. Ele é muito ativo e bastante dedicado à família.  



Em 3º lugar temos o Samoieda, a raça recebeu esse nome devido a ser acompanhante antigo da tribo Samoieda que habita a região da Sibéria. De origem Russa, eles são muito utilizados em competições de trabalho onde essa raça faz com presteza todas funções que lhe são indicadas. Ele também é um excelente cão de guarda para se ter em casa.



Em 4º lugar temos o Husky Siberiano, oriundo da Sibéria Asiática, essa raça migrou para o Alasca quando esta ainda era território sob o domínio russo e desde então a sua popularidade foi crescendo. Depois do episódio em que uma aldeia ficou isolada por uma tempestade de neve e que a raça ajudou a levar suprimentos e medicamentos salvando várias vidas esses cachorros tornaram-se famosos, em especial, Balto para o qual foi erguida uma estátua no Central Park. 



Em 5º lugar temos o Yorkshire Terrier, nome típico de uma cidade inglesa, essa raça possui um porte muito pequeno e é excelente cão de companhia. Com um pelo muito macio, fino e comprido, se assemelha em muito ao cabelo dos humanos e possui uma coloração muito particular e difícil de ser conseguida de maneira artificial. É um cachorro extremamente carinhoso, gentil, independente e muito inteligente.



Em 6º lugar temos o Chow Chow, também está na lista dos cachorros mais fofos do mundo, essa raça é apreciada pela sua beleza no mundo inteiro. Eles não são indicados para donos de primeira viagem, pois são muito independentes e bastante teimosos. Se você não tiver pulso firme para agir com esse cão então é melhor escolher outra raça. É um cachorro típico de climas frios devido a sua imensa pelagem. 


Em 7º lugar temos o Beagle, quem aqui não se lembra do feliz episódio onde um grupo de ativistas libertaram vários cães que estavam sendo utilizados em testes de laboratório?Possuem como função de origem o rastreamento de coelhos, lebres e outros animais pequenos. Eles são muito inteligentes e utilizados para identificar o uso de produtos agrícolas ilegais em diversos alimentos. 



Em 8º lugar temos o Buldogue Francês, pelo nome já é possível imaginar de onde é a origem dessa raça. Ele é um típico cão de companhia, possui um pequeno porte e não fez muito sucesso na Inglaterra inicialmente pelo seu tamanho. Quando chegaram à França logo a raça se desenvolveu e começou a fazer parte de obras de arte como as pinturas de Degas Toulouse-Lautrec. 




Feito por: Thais Gerólamo, Gabrielle Coletti, Maria Manuela.  

















segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Top 5 estranhos animais que você não sabia que existiam


                                                                            Top 5
5-Alpaca: Parece como um cruzamento entre uma ovelha e lhama. Alpaca tem a aparência de uma ovelha, mas tem um pescoço longo, como o da lhama. São usadas principalmente pela fibra que é semelhante à lã. A fibra deles pode ser usada para fazer uma variedade de peças de vestuário, incluindo meias, lenços, luvas e poncho.
4-Elaphodus cephalophus: É nomeado como tal devido ao pequeno tufo de cabelo sobre a cabeça. Eles também têm caninos superiores que se projetam de suas bocas, portanto a aparência de vampiro. Estes são animais muito territoriais. Os machos têm pequenos chifres, mas eles lutam por território e companheiras usando seus caninos.
Eles são encontrados nas florestas de superior altitude da China e Birmânia, o que é bom porque eles não parecem como o tipo de animal que gostaríamos de encontrar.
3-Fossa: Para todas aquelas pessoas que assistiram o filme Madagascar, é possível lembrar-se destas criaturas. Elas passaram a ser os maiores carnívoros na ilha e são mais intimamente relacionadas ao mangusto.
Fossas são animais muito territoriais e atacarão qualquer coisa que se move, sendo terceira posição nesta seleção, dos 10 estranhos animais que você não sabia que existiam. Eles são solitários, o que significa que não vivem em grupos ou conjuntos. E também têm garras retráteis. Pena que seus habitats estão ameaçados de extinção. Seus lares estão ameaçados por desmatamento.

2-Tarsius: Este animal tem um olhar matador. E realmente tem grandes olhos, como aqueles de uma coruja, porém maior em comparação com seu corpo minúsculo. Estas criaturas são insectívoras que têm longos pés. E trata-se de animais de hábitos noturnos, o que explica os olhos, e não são vistos a serem muito ativas durante o dia, sendo segunda posição nesta seleção, dos 10 estranhos animais que você não sabia que existiam. E não têm uma área de luz que reflete em seus olhos, o que significa que seus olhos não brilham à noite.
1- Lagarto-de-gola: não sabia que  este lagarto parece como um pequeno dragão. E tem pele que normalmente se encontra dobrada no pescoço. Porém, quando está assustado, abre sua boca e mostra um forro rosa ou amarelo. A pele então estica para fora mostrando escalas de laranja e vermelho brilhantes.
Estes lagartos podem crescer até um metro de comprimento. E se estão assustados são capazes de correr com suas patas traseiras. Isto definitivamente seria algo interessante de ver.
Este tipo de corrida deu a eles o sobrenome de “lagarto bicicleta”. Os folhos no animal são usados para afugentar potenciais predadores. Se o lagarto não tem sucesso em espantar uma ameaça, o mesmo corre para uma árvore e sobe até o topo para camuflagem, sendo posição líder nesta seleção, dos 10 estranhos animais que você
existiam.


 
Feito por Fernando, Felipe e Pedro.

Como funciona o hormônio de crescimento?

Todos nós, apesar de não nos lembrarmos muito bem, já fomos muito, muito pequenos. Com o passar do tempo, os braços alongam, as pernas espicham, a cabeça aumenta… Estamos crescendo! Você sabe como isso é possível?


Em parte, o crescimento do corpo se deve à ação do hormônio somatotrópico ou hormônio do crescimento (conhecido pela sigla GH, em inglês, Growth Hormone). Produzimos o GH na hipófise, uma glândula bem pequena que fica na parte de baixo do nosso cérebro. Ele entra na corrente sanguínea e estimula a multiplicação das células. Com isso, órgãos e músculos crescem pela ação desse hormônio.
Dois dos principais efeitos do hormônio do crescimento são o alongamento dos ossos e o aumento da massa muscular. É isso mesmo: além de fazer a gente crescer, esse hormônio faz a gente ficar mais forte!
Mas nem todas as crianças crescem da mesma maneira. Por volta dos dez anos de idade, se a criança ainda não atingiu o crescimento esperado, os médicos endocrinologistas avaliam se é necessário fornecer uma dose adicional do hormônio. Quem não produz hormônio do crescimento suficientemente pode desenvolver o nanismo, com tendência a ficar pequeno para sempre. Já o excesso pode fazer a pessoa crescer demais e parecer um gigante.
O hormônio do crescimento, porém, não é o único responsável no processo de crescimento, existem outros fatores envolvidos. Por isso, o uso do hormônio sempre deve ser acompanhado por um médico especialista no assunto. Afinal de contas, em doses erradas, este hormônio pode trazer problemas sérios à saúde.

Publicado por: Yasmin S., Ana Carolina e Gabriela.

Por que temos meleca?

Em geral, ela é verde. Pegajosa, quando gruda nos nossos dedos, dá o maior nojão! Apesar disso, todo mundo já tirou meleca do nariz. Até você, né?! Então, saiba que, embora seja sujinha, a meleca exerce um importante papel no nosso organismo!



Qual?! Bom, para entender, precisamos falar primeiro da morada da meleca: o nariz. Porta de entrada de todo o ar que respiramos, ele tem dois buraquinhos, como você sabe. Chamados de fossas nasais, eles são revestidos, por dentro, por uma membrana – a mucosa nasal. Repleta de cílios (estruturas parecidas com pelos microscópicos) e preenchida por vasos sanguíneos, ela tem a função de purificar, aquecer e tornar mais úmido o ar que inspiramos. Assim, ele não chega muito seco nem carrega impurezas para os pulmões! Mas isso só acontece porque, na mucosa nasal, há glândulas que produzem secreção.
A secreção atua como um filtro, retendo poeira e microrganismos – vírus, bactérias e fungos, por exemplo – que inspiramos com o ar. No entanto, como fica cheia de impurezas, parte dela é removida após cumprir sua função. E quem faz essa faxina são os pequenos cílios que há ali! Eles, que estão sempre em movimento, levam para fora a secreção misturada com poeira, micróbios etc.
E… Onde entra a meleca nessa história? Ora, a meleca nada mais é do que a secreção ressecada.
O contato com poluição, fumaça de cigarros e microrganismos presentes no ar faz com que a produção da secreção aumente. Afinal, é preciso evitar que tudo isso chegue aos pulmões! Porém, por conta do aumento, os cílios do nariz não conseguem retirar a secreção por completo. Então, ela se torna mais espessa, resseca e forma a famosa meleca, que pode ser branca, amarela, verde e até preta!
Mais do que um monte de sujeira sem serventia, a meleca é uma defesa do nosso organismo e serve como uma barreira protetora. Mas, embora seja útil, volta e meia, é preciso removê-la. Isso porque, em grande quantidade, ela pode atrapalhar a passagem de ar pelo nariz. Atenção: é preciso cuidado na hora da limpeza! Às vezes, a meleca fica muito ressecada e gruda na mucosa nasal. Se for arrancada de qualquer jeito, pode provocar até sangramento. Então, o melhor é usar soro fisiológico ao removê-la. Ah! E nada de comer meleca, hein? Ao fazer isso, você está levando para o seu organismo impurezas, vírus, bactérias e outros microrganismos que ficaram retidos na mucosa nasal!

Publicado por: Yasmin S., Gabriela e Ana Carolina.

Uma ajuda dos urubus

Para muitos de nós, os urubus sinalizam mau agouro ou – diz a tradição! – que vai chover no dia seguinte. Mas cientistas da Universidade Nacional Maior de San Marcos, no Peru, veem nesses animais possíveis aliados na fiscalização do despejo clandestino de lixo. Por isso, têm utilizado os urubus para localizar lixões na cidade de Lima, capital do país.
O projeto está baseado numa característica do comportamento dessas aves: para buscar alimento nas grandes cidades, elas costumam se aproximar de regiões onde há muito lixo acumulado. Essa foi uma forma de os urubus se adaptarem ao ambiente urbano, conta o biólogo Weber Novaes, da WGN Consultoria Ambiental. “Na natureza, os urubus se alimentam de matéria orgânica em decomposição, e o lixo que o ser humano produz acaba se tornando algo próximo disso em seu novo habitat”, justifica.
Equipados com câmeras e aparelhos de GPS, urubus-de-cabeça-preta voam até 200 quilômetros por dia e ajudam cientistas de Lima a encontrar lixões.
Outro fator importante para a escolha desses animais foi a grande distância percorrida em seus voos diários. “Sem bater asas, por se aproveitar das correntes de ar, o urubu pode voar até 200 quilômetros por dia e nem gasta muita energia”, afirma Weber. São os ajudantes de que os cientistas estavam precisando!
Os pesquisadores decidiram, então, equipar urubus-de-cabeça-preta (Coragypsatratus), comuns na região, com câmeras e aparelhos de GPS. Quando eles voam atrás de comida, os pesquisadores observam as imagens captadas pela câmera e usam o GPS para localizar o ponto da cidade onde existe acúmulo de lixo.
A campanha recebeu o nome de Gallinazo Avisa (que quer dizer “Urubu Avisa”, em espanhol) e tem como objetivo, além de localizar os lixões, conscientizar os moradores sobre como o despejo incorreto do lixo pode causar danos ambientais e à saúde da população.
No Brasil, segundo Weber, poucos pesquisadores estudam os urubus. Mas conhecer a fundo esses animais poderia ser muito útil! O cientista contou que entender melhor a movimentação das aves nas cidades poderia evitar uma série de acidentes nos aeroportos brasileiros.
Publicado por: Yasmin S., Ana Carolina e Gabriela.

Alguns dos livros mais aguardados de 2016

Neste post vou mostrar alguns dos livros mais aguardados de 2016 !!!


Depois de Você- Jojo Moyes-  É um dos livros mais aguardados, depois do emocionante "Como eu era antes de você" a autora foi constantemente cobrada sobre o destino de Luisa. Depois de Jojo se envolver com as gravações do filme viu-se rodeada pelos personagens novamente e precisou escrever uma continuação.




P.S.: Ainda Amo Você-Jenny Han- Jenny deixou todo mundo apaixonado pela história de Lara Jean, Peter e Josh. No fim de "Todos os Garotos que já Amei" Jenny nos deixa sem saber oque acontece a seguir, mas para o nosso alívio "P.S.: Ainda Amo Você"  já foi lançado dia 11 de janeiro.


The Thing About Jellyfish- A Verus Editora comprou durante a feira de Frankfurt o livro The Thing About Jellyfish, de Ali Benjamin, que é finalista da National Book e best-seller do New York Times. A obra que tem encantado leitores do mundo todo conta a história de uma menina de 12 anos que perdeu a sua melhor amiga, é um livro que está muito famoso lá fora e promete quando chagar aqui.

Feito por: Luiza, Cecília e Larissa 

SANEAMENTO BÁSICO

A falta no Brasil

Saneamento básico é a atividade relacionada com o abastecimento de água potável, o manejo de água pluvial, a coleta e tratamento de esgoto, a limpeza urbana, o manejo de resíduos sólidos e o controle de pragas e qualquer tipo de agente patogênico, visando à saúde das comunidades.  
Entre os procedimentos do saneamento básico, podemos citar: tratamento de água, canalização e tratamento de esgotos, limpeza pública de ruas e avenidas, coleta e tratamento de resíduos orgânicos (em aterros sanitários regularizados) e materiais (através da reciclagem). Com estas medidas de saneamento básico, é possível se garantir melhores condições de saúde para as pessoas, evitando a contaminação e proliferação de doenças. Ao mesmo tempo, garante-se a preservação do meio ambiente.

SAÚDE PÚBLICA

Entre os procedimentos do saneamento básico, podemos citar: tratamento de água, canalização e tratamento de esgotos, limpeza pública de ruas e avenidas, coleta e tratamento de resíduos orgânicos (em aterros sanitários regularizados) e materiais (através da reciclagem). Com estas medidas de saneamento básico, é possível se garantir melhores condições de saúde para as pessoas, evitando a contaminação e proliferação de doenças. Ao mesmo tempo, garante-se a preservação do meio ambiente.
Cerca de 79% da população brasileira ainda não tem saneamento básico e em áreas rurais a porcentagem cai ainda mais para 62% 

RISCOS


As consequências da falta de saneamento básico são graves. Ingerir água contaminada, por exemplo, pode causar doenças gastrointestinais e levar à morte. As crianças costumam ser as mais prejudicadas. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), cerca de 4,8 milhões de crianças de até 14 anos estão expostas a riscos de doenças por residirem em lares sem estrutura de saneamento básico.
Outra consequência da falta de saneamento básico é o impacto no meio ambiente. Despejar esgotos não tratados pode poluir o solo, lençóis freáticos e reservas de água, levando à morte de animais e reduzindo a quantidade de água potável disponível. Os prejuízos podem se estender para a agricultura, comércio, indústria, turismo e outros setores da economia.





feito por: Thiago Lucas e Leandro

O nono planeta.



O Sistema Solar tem oito planetas. Verdade? Talvez não. Os cientistas já tinham comentado a possibilidade de termos outros vizinhos para além de Netuno, mas este mês os astrônomos resolveram voltar ao assunto. Eles anunciaram que provavelmente existe um nono planeta em nosso sistema!


O possível novo planeta está muito distante do Sol. 


Ele deve ter aproximadamente três vezes o tamanho da Terra e massa dez vezes maior. Possivelmente, é parecido com Netuno. Mas está muito, muito mais longe do Sol – para você ter uma ideia, sua órbita está entre 300 e 1.000 vezes mais distante do astro-rei que a Terra. Para dar uma volta em torno do Sol (coisa que nós, terráqueos, fazemos em 365 dias), ele levaria certa de 20 mil anos terrestres!
Sabem como o planeta foi descoberto? Pelas esquisitices da órbita de outros corpos recentemente encontrados, que viajam em torno do Sol a uma distância muito maior do que Plutão. Pelo caminho que percorrem, seria muito provável que estivessem acompanhando um planeta bem maior que eles.
Os astrônomos fizeram cálculos matemáticos de como deveria ser o planeta para justificar a órbita desses outros corpos celestes. Então, chegaram à conclusão de que nosso vizinho distante deve ser assim, grandão e muito pesado.
Na verdade, ninguém sabe ainda se o nono planeta realmente existe, e nem como vamos conseguir observá-lo tão cedo, já que está muito, muito distante. Mas tem muita gente torcendo para que o planetão seja real e devolva ao Sistema Solar o número de nove planetas.
Agora, sabe o que é mais curioso nessa história? Um dos dois cientistas que descobriram este possível planeta é exatamente o que mais brigou para que Plutão fosse rebaixado e deixasse de fazer parte da categoria dos planetas! Parece que ele achou uma forma de compensar isso… O que você acha?

Publicado por: Gabriela;Yasmin S.; Ana Carolina.

Saint Martin, o aeroporto na praia!

  O aeroporto Princesa Juliana fica na ilha St. Maarten (holandês) ou St. Martin (francês) ou São Martinho (português), cercada pelo cristalino Mar do Caribe. Uma de suas pistas, a número 10, fica a apenas 6 metros da Praia Maho, o que acabou tornando-a um ponto turístico porque aviões de grande porte, de voos internacionais, passam bem baixo ali para aterrissagem. A força de propulsão dos motores pode jogar uma pessoa longe, como já aconteceu algumas vezes, e é motivo de diversão.
 O aeroporto, localizado às margens de Maho Beach, proporciona vistas deslumbrantes das águas azul-turquesa e das praias de areia branca aos passageiros que chegam à ilha, enquanto os espectadores no chão têm uma visão única da baixa altitude dos aviões.
 Uma aterragem neste aeroporto é um espectáculo inesquecível e aterrador, sobretudo se se estiver na praia. De um momento para o outro os banhistas são surpreendidos por um ruído ensurdecedor e por rajadas de vento que agitam as águas (essas rajadas podem chegar até a 87km/h), porém essas rajadas de ventos não agitam apenas as águas, esse vento joga as pessoas para dentro da água a força!




Como Saint Martin é?

St. Maarten ou St. Martin fica nas Antilhas (América Central) e foi descoberta por Cristóvão Colombo em 1493. Seu pequeno território – de 90 km quadrados – é dividido entre Holanda (parte norte, cuja capital é Philisburg) e França (parte sul, cuja capital é Marigot), mas a língua inglesa é falada por todos. O aeroporto Princess Juliana, por exemplo, fica no lado holandês. Dados de 2009 indicam que sua população é de pouco mais 77.000 pessoas.

Um pouco da Europa, muito do Caribe é o slogan da ilha, um dos destinos mais badalados do Caribe. Belas praias, gastronomia ótima, música animada e mistura cultural, além de um paraíso para quem adora comprar, são pontos mais que convidativos para atrair uma legião de turistas todos os anos, principalmente de dezembro a maio, época mais seca. E para quem gosta de jogar, no lado holandês há diversos cassinos e diversões que nem acima.



Fontes:http://economia.ig.com.br/2013-02-04/aeroporto-de-st-maarten-e-reconhecido-por-pouso-mais-impressionante-do-mundo.html; 

Feito por: Ana Helena, Maria Elis, Yasmin Victória.

O Lago Mais Profundo Do Mundo: Lago Baikal

                                           Lago Baikal

  O lago Baikal ou lago Baikal[1] (russo: О́зеро Байка́л (Ozera Baykal)) é um lago no sul da Sibéria, Rússia, entre Oblast de Irkutsk no noroeste e Buryatiano sudeste, perto de Irkutsk. Com 636 km de comprimento e 80 km de largura, é o maior lago de água doce da Ásia, o maior em volume de água do mundo, o mais antigo (25 milhões de anos) e o mais profundo da terra, com 1680 metros de profundidade.[2]
A superfície do Lago Baikal é de 31 500 km². É tão volumoso que se todos os rios na terra depositassem as suas águas no seu interior, levaria pelo menos um ano para encher. Alguns sítios ultrapassam os 1600 m de profundidade (dados mais recentes indicam 1680 m), sendo responsável por 20% da água doce de degelo do planeta.[3]
Desaguam nele cerca de 300 rios. É um habitat rico em biodiversidade, com cerca de 1085 espécies de plantas e 1550 espécies e variedades de animais, sendo conhecido como as "Galápagos" da Rússia. Mais de 60% dos 

O passado

Ainda não está estabelecida a origem exata do nome do lago, sabe-se que foi formado há 25/30 milhões de anos, portanto, um dos lagos mais antigos do mundo. Cada povo que o habitou em suas margens no passado distante, deu-lhe um nome diferente. Os chineses o chamam como “Beihai” (o Mar do Norte), os mongóis – “Tengis”, os buryat-mongóis –“Baygaal-Lama” (um grande lago). O povo Evenki o chamou como “Lamu” (mar), e este nome foi usado pelos primeiros exploradores russos da Sibéria. Já no século XVII os russos começaram a usar o nome “Baygaal” (como buryat-mongóis), mas a pronúncia era um pouco outra – Baikal.

Potência

A Potência do Lago Baikal: a quantidade total de água doce do Lago Baikal ascende a 23.000 km cúbicos, ou um quinto do volume total de água doce da Terra e o único reservatório aberto para o engarrafamento de água potável. A água é limpa e tão transparente que se podem ver pequenos objetos a 40/50m de profundidade.

Curiosidades

  • Nesse lago há um imenso depósito de barcos submersos, regiões conhecidas como o “Cemitério de Barcos” – grande parte dos navios enferrujados são rebocadores antes usados no transporte de terra, madeira, combustível e demais materiais de construção da linha férrea de Baikal-Amur. A água precipitada no interior do Lago Baikal gerou uma nova baía, que logo foi batizada de “Baía Proval”. Técnicos em sismologia detectam que o solo submerso do lago mantém um movimento constante de deslizamento, movimento responsável pela abertura de um abismo que, em alguns milhões de anos, aprofundaria uma fenda que repartiria a Ásia em duas porções e uniria o lago ao Oceano Ártico.
  • Todos os anos o Lago Baikal se congela desde finais de janeiro, permanecendo congelado quatro ou cinco meses. Excepcionalmente durante os invernos frios o gelo pode vir a ter uma espessura de 1,2 metros e às suas margens podem-se ver cavernas de gelo






         Hugo,Pedro Gabriel e João Gabriel

Tudo sobre transplante de fezes!

Como o próprio nome diz, nesse processo inserem-se fezes alheias no intestino do paciente, por via anal, oral ou nasal. Tudo começa quando a pessoa usa algum antibiótico para tratar de uma doença. Como efeito colateral, o remédio mata uma parte excessiva dos trilhões de bactérias presentes no intestino (grupo chamado de microbiota). Essa chacina permite que uma bactéria invasora, a Clostridium difficile, se reproduza, causando dores e diarréias terríveis. Extremamente resistente, a dita-cuja costuma ser combatida com mais antibióticos, mas os cientistas descobriram que, quando se trata da variedade mais resistente da criatura, eles só dão resultado em 30% dos casos. Já o transplante de fezes funciona em 90%, porque o material transferido contém uma microbiota saudável, que recoloniza a região e impede a proliferação da invasora. Por ser novo, o tratamento ainda não foi regulamentado em vários países, inclusive no Brasil, mas já é realizado em caráter experimental em São Paulo. Assim esse método não possui contra-indicações nem efeitos colaterais.
O processo:
1. O doador de fezes é sempre compatível - basta ser saudável e não ter tomado antibióticos há pelo menos três meses. Ele passa por exames de fezes e de sangue e, geralmente, é um membro da família, por questões psicológicas. No Brasil, utiliza-se uma mistura de dois doadores para obter uma microbiota de maior qualidade.
2. O doador faz cocô em casa ou no hospital. O material é guardado num potinho plástico e deve ser usado em até seis horas. No hospital, é misturado a soro fisiológico em um liquidificador. Cada 500 ml de soro requer de 50 a 100 g de fezes. Para deixar a mistura bem líquida, pode-se filtrá-la ou centrifugá-la.
3. Há quatro maneiras de fazer a infusão das fezes no tubo digestivo. Duas delas são por via superior, utilizando uma sonda nasogástrica (que entra pela cavidade nasal) ou um endoscópio (pela boca). Ambas passam direto pelo estômago e chegam ao jejuno, a segunda parte do intestino delgado, onde o cocô é despejado.
4. Os outros métodos são pelo ânus, via colonoscopia ou enema. A primeira é mais eficaz, porque a mangueira pode ir mais fundo, mas o enema, disponível em farmácias, tem a vantagem de poder ser aplicado em casa, pelo próprio paciente. Cerca de 300 ml de fezes são transplantados.
5. O procedimento todo dura no máximo 15 minutos e o paciente pode ser sedado para evitar reações de nojo. Não se sente nada além dos efeitos comuns de uma endoscopia ou colonoscopia e, após pelo menos uma hora, o paciente já pode ir normalmente ao banheiro fazer seu primeiro cocô recolonizado.
Agora, além de ser usado para tratamento de diarréias e fortes dores causadas por antibióticos, esse método também vem sendo testado para ser usado contra a obesidade. Assim, uma equipe do Hospital Geral de Massachusetts, deve fazer esse teste num período de 12 semanas, administrando as bactérias de voluntários magros a 20 pacientes obesos.
ideia não tem nada de alienígena. Dessa forma, um estudo em 2013 pegou pares de ratinhos gêmeos, um magro, outro gordo, e conseguiu fazer com que trocassem de lugar - isto é, o magro ficou gordo e vice-versa - alterando as bactérias em seus intestinos. Ano passado, uma mulher que recebeu um transplante de fezes para curar uma infecção recorrente acabou ganhando peso vertiginosamente. Isso indica que o microbioma pode ter um papel crucial naquilo que faz com que alguns tenham o poder mágico de transformar 250 gramas de salada em 2 quilos de gordura, enquanto outros podem viver numa dieta de Big Mac e refrigerantes e permanecerem fininhos.

Além, de estar sendo testado e usado para essas doenças, cientistas também cogitam usar o tratamento para estas doenças:
Colites
Síndrome do intestino irritável
Doença de Crohn
Síndrome metabólica
Diabetes
Esclerose múltipla
Autismo
Doença de Parkinson
Contudo, acredito que esse método pode e provavelmente servirá para a cura de diversas doenças, o que pode vir a ajudar milhões de pessoas no mundo inteiro que sofrem com determinadas doenças, por isso acredito que esse método deve ser levado a frente, pois ele pode significar uma vida melhor para os que possuem essas doenças. Mas eu espero nunca precisar de um desses!!!

Referencias Bibliográficas:
Consultoria de: Arnaldo Ganc, presidente do Instituto de Gastrenterologia e Endoscopia Digestiva (Iged) e membro do corpo clínico do Hospital Albert Einstein, de São Paulo, Colleen Kelly, gastrenterologista e professora assistente clínica da Escola de Medicina Brown Alpert, e Alexander Khoruts, gastrenterologista e professor associado de Medicina da Universidade de Minnesota.

Feito por: Maria Elis, Ana Helena e Yasmin Victória


A Idade Média

                                                A  Vida Medieval



Introdução

A Idade Média teve início na Europa com as invasões germânicas (bárbaras), no século V, sobre o Império Romano do Ocidente. Essa época estende-se até o século XV, com a retomada comercial e o renascimento urbano. A Idade Média caracteriza-se pela economia ruralizada, enfraquecimento comercial, supremacia da Igreja Católica, sistema de produção feudal e sociedade hierarquizada.

Estrutura Política 

Prevaleceu na Idade Média as relações de vassalagem e suserania. O suserano era quem dava um lote de terra ao vassalo, sendo que este último deveria prestar fidelidade e ajuda ao seu suserano. O vassalo oferecia ao senhor, ou suserano, fidelidade e trabalho, em troca de proteção e um lugar no sistema de produção. As redes de vassalagem se estendiam por várias regiões, sendo o rei o suserano mais poderoso.

Todo os poderes jurídico, econômico e político concentravam-se nas mãos dos senhores feudais, donos de lotes de terras (feudos).

Sociedade Medieval

A sociedade era estática (com pouca mobilidade social) e hierarquizada. A nobreza feudal (senhores feudais, cavaleiros, condes, duques, viscondes) era detentora de terras e arrecadava impostos dos camponeses. O clero (membros da Igreja Católica) tinha um grande poder, pois era responsável pela proteção espiritual da sociedade. Era isento de impostos e arrecadava o dízimo. A terceira camada da sociedade era formada pelos servos (camponeses) e pequenos artesãos. Os servos deviam pagar várias taxas e tributos aos senhores feudais, tais como: corvéia (trabalho de 3 a 4 dias nas terras do senhor feudal), talha (metade da produção), banalidades (taxas pagas pela utilização do moinho e forno do senhor feudal).



Economia Medieval A economia feudal baseava-se principalmente na agricultura. Existiam moedas na Idade Média, porém eram pouco utilizadas. As trocas de produtos e mercadorias eram comuns na economia feudal. O feudo era a base econômica deste período, pois quem tinha a terra possuía mais poder. O artesanato também era praticado na Idade Média. A produção era baixa, pois as técnicas de trabalho agrícola eram extremamente rudimentares. O arado puxado por bois era muito utilizado na agricultura.

Religião na Idade Média

Na Idade Média, a Igreja Católica dominava o cenário religioso. Detentora do poder espiritual, a Igreja influenciava o modo de pensar, a psicologia e as formas de comportamento na Idade Média. A igreja também tinha grande poder econômico, pois possuía terras em grande quantidade e até mesmo servos trabalhando. Os monges viviam em mosteiros e eram responsáveis pela proteção espiritual da sociedade. Passavam grande parte do tempo rezando e copiando livros e a Bíblia.

Educação, cultura e arte medieval 

A educação era para poucos, pois só os filhos dos nobres estudavam.  Esta era marcada pela influência da Igreja, ensinando o latim, doutrinas religiosas e táticas de guerras. Grande parte da população medieval era analfabeta e não tinha acesso aos livros.

A arte medieval também era fortemente marcada pela religiosidade da época. As pinturas retratavam passagens da Bíblia e ensinamentos religiosos. As pinturas medievais e os vitrais das igrejas eram formas de ensinar à população um pouco mais sobre a religião.

Podemos dizer que, no geral, a cultura medieval foi fortemente influenciada pela religião. Na arquitetura destacou-se a construção de castelos, igrejas e catedrais.

No campo da Filosofia, podemos destacar a escolástica (linha filosófica de base cristã), representada pelo padre dominicano, teólogo e filósofo italiano São Tomás de Aquino.

As Cruzadas

No século XI, dentro do contexto histórico da expansão árabe, os muçulmanos conquistaram a cidade sagrada de Jerusalém. Diante dessa situação, o papa Urbano II convocou a Primeira Cruzada (1096), com o objetivo de expulsar os "infiéis" (árabes) da Terra Santa.  Essas batalhas, entre católicos e muçulmanos, duraram cerca de dois séculos, deixando milhares de mortos e um grande rastro de destruição. Ao mesmo tempo em que eram guerras marcadas por diferenças religiosas, também possuíam um forte caráter econômico. Muitos cavaleiros cruzados, ao retornarem para a Europa, saqueavam cidades árabes e vendiam produtos nas estradas, nas chamadas feiras e rotas de comércio. De certa forma, as Cruzadas contribuíram para o renascimento urbano e comercial a partir do século XIII. Após as Cruzadas, o Mar Mediterrâneo foi aberto para os contatos comerciais.




As Cruzadas

No século XI, dentro do contexto histórico da expansão árabe, os muçulmanos conquistaram a cidade sagrada de Jerusalém. Diante dessa situação, o papa Urbano II convocou a Primeira Cruzada (1096), com o objetivo de expulsar os "infiéis" (árabes) da Terra Santa.  Essas batalhas, entre católicos e muçulmanos, duraram cerca de dois séculos, deixando milhares de mortos e um grande rastro de destruição. Ao mesmo tempo em que eram guerras marcadas por diferenças religiosas, também possuíam um forte caráter econômico. Muitos cavaleiros cruzados, ao retornarem para a Europa, saqueavam cidades árabes e vendiam produtos nas estradas, nas chamadas feiras e rotas de comércio. De certa forma, as Cruzadas contribuíram para o renascimento urbano e comercial a partir do século XIII. Após as Cruzadas, o Mar Mediterrâneo foi aberto para os contatos comerciais.

Peste Negra ou Peste Bubônica

Em meados do século XIV, uma doença devastou a população europeia. Historiadores calculam que aproximadamente um terço dos habitantes morreram desta doença. A Peste Negra era transmitida através da picada de pulgas de ratos doentes. Estes ratos chegavam à Europa nos porões dos navios vindos do Oriente. Como as cidades medievais não tinham condições higiênicas adequadas, os ratos se espalharam facilmente. Após o contato com a doença, a pessoa tinha poucos dias de vida. Febre, mal-estar e bulbos (bolhas) de sangue e pus espalhavam-se pelo corpo do doente, principalmente nas axilas e virilhas. Como os conhecimentos médicos eram pouco desenvolvidos, a morte era certa. Para complicar ainda mais a situação, muitos atribuíam a doença a fatores comportamentais, ambientais ou religiosos.

Revoltas Camponesas: as Jacqueries

Após a Peste Negra, a população europeia diminuiu muito. Muitos senhores feudais resolveram aumentar os impostos, taxas e obrigações de trabalho dos servos sobreviventes. Muitos tiveram que trabalhar dobrado para compensar o trabalho daqueles que tinham morrido na epidemia. Em muitas regiões da Inglaterra e da França estouraram revoltas camponesas contra o aumento da exploração dos senhores feudais. Combatidas com violência por partes dos nobres, muitas foram sufocadas e outras conseguiram conquistar seus objetivos, diminuindo a exploração e trazendo conquistas para os camponeses.





Feito por:João G,Hugo,Pedro G